como planejar roteiro para o uluru

Uluru: Dicas para planejar sua viagem para o Outback Australiano

A viagem para o Uluru estava na minha lista dos sonhos desde quando chegamos na Austrália, em 2015. Também conhecido como Ayers Rock, essa pedra gigantesca esta localizada bem no meio do deserto da Austrália: o Outback. Ele é o segundo maior monólito do mundo, perdendo apenas o Mount Augustus que fica próximo de Perth.

O tamanho dessa pedra é impressionante, com aproximadamente 10.6km de circunferência e 348 metros de altura. Mas o mais impressionante é saber que ele é como um iceberg na terra: o que vemos é a apenas a pontinha dele, em baixo da terra ele ainda tem aproximadamente 6km de profundidade!

Um portal sagrado

Apesar de todos esses fatos curiosos, o que me mais me encanta com o Uluru é saber que ele é um grande portal energético do nosso planeta. Ele é o chakra coronário da Terra e por isso é um lugar de altíssima conexão espiritual. A pedra é toda feita de quartzo  e os próprios aborígenes consideram ele como um lugar muito sagrado e que deve ser respeitado.

Quantos dias devo ficar no Uluru?

Desde que voltei de lá muitas pessoas me pediram dicas sobre o Uluru, então aqui vou compartilhar com vocês tudo o que aprendi nessa viagem! A primeira pergunta antes de começar qualquer planejamento é geralmente sobre quantos dias ficar lá. Nós ficamos 3 dias inteiros e foi mais do que suficiente! Eu digo dias inteiros porque eu nunca conto o dia que chegamos e o dia que vamos embora, então no total foram 4 noites.

Durante esses 3 dias nós conseguimos visitar tudo e fazer todos os passeios que queríamos. Se você quiser visitar Alice Springs também, talvez seja interessante considerar mais 1 ou 2 dias. O nosso roteiro lá foi o seguinte:

Dia 01: Chegada no aeroporto de Ayers Rock e montar acampamento
Dia 02: Uluru + Tour Astronômico
Dia 03: Kata Tjuta (The Olgas) + Field of Lights
Dia 04: Kings Kanyon
Dia 05: Desmontar acampamento e pegar o vôo de volta pra casa

Em outro post vou contar detalhadamente sobre cada um desses tours.

Onde fica o Uluru e como chegar lá

O Uluru fica na cidade de Yulara, em Northern Territory. Diferente do que muita gente pensa, ele não é perto de Alice Springs, são 430km entre uma cidade e outra.

DE CARRO:
Nós pensamos em ir de campervan, mas são 3.000km de Gold Coast e nós iríamos precisar de muito mais tempo de viagem. Essa é uma boa opção pra quem tem bastante tempo pra ir e sem pressa de chegar. Porém, vale lembrar que tudo é deserto, então não tem muitas cidades pra parar e coisas pra fazer pelo caminho.

DE TREM:
Esse é o meu grande sonho e um dia ainda quero fazer essa viagem de novo. Essa viagem esta no top 10 melhores viagens de trens do mundo e é um must do para você colocar na sua lista dos sonhos. Chamado de The Ghan, esse trem faz uma viagem icônica atravessando a Austrália de norte a sul, entre as cidades de Adelaide e Darwin passando por Alice Springs, no meio do caminho. São 2 dias dentro do trem e os valores começam em aproximadamente AUD$1.600 por pessoa, incluindo todas as refeições no trem.

Apesar de ser uma opção bem mais cara do que ir de avião, especialmente se você tiver que se deslocar até Adelaide ou Darwin, eu vejo isso como uma experiência em si e não apenas um meio de transporte. Eu acredito que a viagem deve ser incrível e deve valer muito a pena… o dia que eu fizer eu volto aqui pra contar pra vocês! Enquanto isso, quem quiser ver mais informações o site deles é bem completo.

DE AVIÃO:
Essa foi a opção que escolhemos por ser a forma mais barata e rápida de chegar lá. Aqui existem duas opções:
1 – pegar um vôo para Alice Springs e lá alugar um carro e dirigir mais 4 horas até chegar em Yulara
2 – pegar um vôo direto para Ayers Rock.

Algumas pessoas dizem que a primeira opção é mais barata, mas por experiência própria nós encontramos uma passagem direto para Ayers Rocks bem mais barata do que para Alice Springs. Então acredito que o melhor é você pesquisar na hora de comprar porque os preços devem variar de acordo com a época do ano também. No final do post você vai encontrar todos os custos da viagem.

Qual é a melhor época do ano para ir para o Uluru?

Para tomar a decisão de quando ir é preciso levar em consideração duas coisas: clima e custo. Entre maio e setembro é considerado a melhor época pra ir por ter um clima mais agradável, podendo chegar até 30°C durante o dia. Nos meses mais quentes, que são dezembro, janeiro e fevereiro a temperatura pode facilmente chegar a 40°C e por isso não é recomendado fazer nenhum passeio depois das 11am, o que pode dificultar um pouco os seus planos.

Nós fomos em agosto e a temperatura durante o dia estava bem agradável para caminhar. De manhã e à noite faziam bastante frio, chegando até -2°C de madrugada, mas durante o dia estava uma média de 17°C, o que foi ótimo.

Nós ficamos em barraca, o que inicialmente foi uma preocupação pra mim por conta das temperaturas baixas à noite. Nós levamos saco de dormir e bolsas de água quente pra colocar pertinho e esquentar um pouco, mas confesso que mesmo assim eu senti muito frio. Não é nada que você vai morrer de frio ou que seja insuportável, O David mesmo dormiu muito bem. Mas na terceira noite eu decidi dormir dentro do carro porque protegia muito melhor contra o vento e foi a melhor decisão que eu tomei hehe :)

Quando você viaja com agências de turismo você fica em um camping diferente e lá eles fazem uma fogueira onde todo mundo dorme em volta dentro de umas “tendinhas” chamadas swag. No nosso camping nós não fizemos fogueira, mas também ninguém morreu de frio haha

Onde ficar hospedado no Uluru

Só existe um lugar para ficar lá, que é o Ayers Rock Resort. Esse resort é um complexo enorme e dentro dele você encontra 8 opções de hospedagem: desde o lugar mais luxuoso até o camping. No site deles você encontra detalhadamente todas essas opções, assim como os preços. Como nós fomos em alta temporada (inverno), quando fizemos a reserva já estava tudo lotado, inclusive os mais caros, e a única opção que tivemos foi o camping. Por isso fica a dica de fazer a sua reserva com bastante antecedência.

Essas são as únicas opções de hospedagem. Não existe Airbnb. Não existe alugar a casa de algúem por fora. Tudo lá é um grande deserto e a única coisa que tem é esse resort, que é dono de tudo.

Além desse resort, nós vimos que existia um outro camping um pouco mais afastado, mas pelo o que eu entendi ele é para essas empresas de turismo que vendem os pacotes fechados.

Como é a estrutura lá?

Essa era uma coisa que eu me perguntava muito e não encontrei ninguém falando sobre isso quando eu tava pesquisando. A verdade é que esse resort é uma “mini cidade” lá dentro. TEM TUDO! Dentro do complexo tem uma lavanderia (com máquinas de secar inclusive), piscina, um posto de gasolina e um mercado IGA beeeemmmm completo e muito maior que qualquer outro IGA que eu já tenha entrado antes. Os preços do mercado são pouquinha coisa mais cara que aqui em Gold Coast por exemplo, mas nada muito absurdo. A gasolina ja é outra história, custando AUD$2.00 o litro!

Porém, não tem Kmart, Target, BigW e essas outras lojas que encontramos em qualquer lugar como em outras cidades da Austrália. Por isso se você ta pensando em deixar pra comprar coisas de camping lá por exemplo, não vai encontrar.

No camping tem uma cozinha comunitária, porém não encontramos panelas, pratos, essas coisas, cada um usava o seu. O banheiro do camping também é ótimo, vários chuveiros com água quentinha e muitas tomadas pra secar o cabelo :D

E falando em tomadas, o camping da a opção de pegar um lugar com tomada ou sem tomada. Nós pegamos sem tomada e quando chegamos lá vimos que o lugar com tomadas nada mais é do que uma área com um “poste” com várias tomadas. Se você colocar sua barraca meio longe desse poste, vai precisar de um cabo pra puxar até você. Nós carregávamos nossas coisas na tomada do carro mesmo enquanto estávamos dirigindo, que foi a forma mais prática que encontramos.

Mas agora compartilhando um pouco do que aconteceu com a gente lá, por mais que carregássemos os celulares o tempo todo, nós estávamos sempre sem bateria. O Uluru tem uma energia MUITO forte e é muito louco ver como os eletrônicos lá ficam malucos. Uma hora estávamos com 100% de bateria e 1 hora depois, sem usar o celular e deixando no modo avião, a bateria caiu pra 5%. Eu contei mais sobre essas histórias no episódio #17 do programa de podcast

Ainda falando sobre a estrutura, lá dentro do resort também tem muitas opções de restaurante, desde o mais luxuoso até o cafézinho do posto de gasolina. Nós comemos algumas vezes nos restaurantes e os preços eram bem parecidos com Gold Coast, em uma média de AUD$50 uma refeição para duas pessoas (é claro que isso depende muito do que você vai querer comer, mas foi isso que nós gastamos lá).

Alugar um carro x pegar um tour guiado

Muitas pessoas preferem pegar um tour guiado pela facilidade de seguir o grupo e ter um guia pra explicar tudo. Mas esse não é muito o nosso estilo de viagem e nós preferimos ter a liberdade de ir pros lugares a hora que quisermos e ficarmos lá o tempo que quisermos, sem a pressão de ter que ficar seguindo o ritmo do grupo.

PORQUE NÓS OPTAMOS POR ALUGAR UM CARRO
Além de ter a liberdade de fazer tudo no nosso ritmo, como nós estávamos no camping foi bom ter o carro pra deixar guardadas todas as nossas coisas. Além disso, foi ótimo poder dormir no carro nas noites frias haha. Ah, e teve a facilidade de deixar nossos celulares e câmeras carregando na tomada do carro também.

O QUE É MAIS BARATO?
Estando em duas pessoas, alugar um carro foi mais barato do que ir pelo tour guiado. Mas acredito que se você for sozinho não vai compensar o valor da gasolina e talvez no tour você vai conhecer gente nova e fazer amizades. No site do resort você encontra todos os valores dos tours e consegue fazer uma comparação.

PRECISO AGENDAR O TOUR ANTECIPADAMENTE OU POSSO DEIXAR PRA FAZER LÁ?
Dentro do resort tem um centro de informações onde eles fazem o agendamento de todos os passeios. Você pode deixar pra fazer lá na hora ou comprar online através do site oficial.

Como alugar um carro no Uluru

Nós fizemos uma pesquisa básica no Google “car rental Ayers Rock”e encontramos várias empresas em vários sites diferentes de aluguel. Os valores eram quase os mesmos em todos os sites, mas um deles estava com o valor praticamente a metade de todos os outros! Nós fechamos com eles, uma empresa chamada Avis, e pagamos AUD$240 pro aluguel de uma Tucson por 5 dias. Quando chegamos lá pra pegar o carro direto no aeroporto, nós recebemos um upgrade pra uma Land Rover. Eu contei mais sobre essa história no episódio #17 do programa de podcast também!

Na hora que você pegar o carro eles também vão te cobrar um depósito de AUD$300, que caso você entregue o carro sem problemas eles devolvem esse dinheiro em até 10 dias úteis.

Vale lembrar que é importante tomar bastante cuidado com os animais na estrada. Nós vimos alguns dingos, gatos e sei que no verão tem muitos lagartos.

O que levar na mala?

ROUPAS:
Eu sugiro se preparar para tudo hahaha. No mesmo dia eu tava com 2 calças e 4 blusas de manhã e na hora do almoço já tava de shorts e regatinha. No dia que chegamos inclusive estava tão quente que eu poderia ter entrado na piscina se quisesse. Eu sinceramente não sei se acontece uma variação de temperatura tão grande assim no verão, mas o que funcionou muito pra mim foi se vestir em camadas. Por mais que eu estivesse com muitas blusas, a de baixo sempre era uma blusinha de manga curta pra caso ficasse calor.

Uma dica também é levar um lenço para proteger o pescoço. Como tava frio eu levei só um cachecol de lã, mas senti falta de um lenço mais leve só pra proteger do vento sabe? Em alguns lugares estava ventando absurdamente, mas o corpo estava quente de tanto caminhar e por isso o cachecol esquentava demais, mas eu usava pra proteger a garganta.

De calçados, eu levei 1 chinelo pra tomar banho, 1 tênis de corrida e uma bota de trekking. Se você tiver bota de trekking, LEVE! Ela fez muita diferença nos dias que caminhamos bastante. Eu fiquei na dúvida se ia levar ela ou não porque a minha é pesada e da preguiça de amarrar hahahah mas no final eu fiquei agradecida por ter levado. Pra fazer a caminhada ao redor do Uluru é tranquilo fazer com um tênis normal confortável, mas no dia que fomos no Kata Tjuta eu me arrependi de ter ido de tênis ao invés de bota. Se você não tem uma bota de trekking, não precisa comprar uma só pra isso. Eu tenho a minha porque nós gostamos de fazer trilhas e ela faz diferença, mas se você for com um tênis normal confortável vai dar boa ;)

Ps. Lá é TUDO uma terra bem avermelhada e eu sugiro não ir com calçado de cor clara. Eu vi gente de tênis branco lá e eu acho que aqueles tênis nunca mais vão voltar a cor que eram antes hahaha pra você ter uma ideia, aqui esta uma foto do antes e depois do meu tênis:

COMIDA:

Se eu pudesse ter feito alguma coisa diferente nessa viagem, seria: não levar 20kg de comida na mala hahaha Como nós não fazíamos ideia de como seria a estrutura lá, se ia ter mercado, se não ia ser muito caro, etc. Nós compramos comida em Gold Coast e levamos tudo na nossa mala hahaha tinha biscoito, chá, nuts e muitas latas de atum. Acontece que por conta disso acabamos pagando peso extra na bagagem na ida. E quando chegamos em Yulara vimos que poderíamos ter comprado tudo no mercado de lá! Living and learning amigos, fica a dica pra vocês haha

EQUIPAMENTO DE CAMPING:

Mas se tem uma coisa que acertamos em levar, foram as coisas de camping. Nós levamos barraca, sacos de dormir, colchão inflável e bomba pro colchão, tudo na bagagem extra que compramos só pra isso. Como eu disse, lá não tem lugar pra comprar essas coisas então valeu a pena ter levado tudo daqui. A única coisa que nós não levamos e eu gostaria de ter levado é um kit de prato, bowl, copo e talheres pra usar na cozinha do camping.

Custos da viagem

Por fim, tendo dito tudo isso chegou a hora de falar sobre quanto custa viajar para o Uluru. Aqui foi o que gastamos na nossa viagem em agosto de 2019 para duas pessoas:

Passagem aérea: AUD$1544.40
Hospedagem em camping pra 4 noites: AUD$174.00
Aluguel do carro: AUD$244.00
Entrada do parque nacional onde esta o Uluru e o Kata Tjuta: AUD$50.00
Tour astronômico: AUD$104
Tour Field of The Lights: AUD$190
Aluguel de bikes para dar a volta no Uluru: AUD$100.00
Gasolina: AUD$253.57
Mercado lá (fora as coisas que levamos daqui): AUD$66.91

CUSTO TOTAL PARA 2 PESSOAS: AUD$2726.88

Espero que essas dicas possam te ajudar a planejar a sua viagem para o Uluru! O outback australiano é um lugar realmente mágico e que sem dúvida você deve colocar na sua bucket list! Se ainda tiver alguma dúvida sobre o planejamento da sua viagem, deixa aqui pra mim nos comentários que eu vou ficar feliz em te ajudar :)

E se você quiser saber mais sobre as histórias surreais que aconteceram com a gente nessa viagem (por exemplo, como perdemos o vôo da volta e como as nossas baterias pararam de funcionar), ouve o meu programa de podcast que lá ainda tem mais algumas boas histórias ;)

Um beijo!

Compartilhe esse post:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

posts relacionados:

Olá! Eu sou a Ka, uma criadora de conteúdo apaixonada por inspirar pessoas a acreditarem nos seus sonhos! Aqui você vai encontrar inspirações e conteúdo sobre as 4 fases essenciais de um sonho:
SONHAR, PLANEJAR, REALIZAR E COMPARTILHAR.

Pegue uma xícara de chá e
sinta-se em casa :)

RECEBA MEU EBOOK GRATUITAMENTE

Ele contém meus 3 exercícios preferidos pra te ajudar a criar a vida dos seus sonhos! São eles, a Roda da Vida, o Ikigai e a Mandala dos Sonhos!

E você ainda vai fazer parte da minha lista VIP para receber dicas de livros, apps, vídeos e conteúdo exclusivo! Não se preocupe, a newsletter é mensal e eu prometo mandar só coisas legais :)