Semana 01: de Gold Coast à Sunshine Coast

Ontem nós fizemos 1 semana de viagem! Passou tão rápido e tantas coisas aconteceram que ao mesmo tempo que foi só a 1 semana atrás, parece que já passou muito tempo! Eu quero deixar documentado tudo o que aconteceu todos os dias, por isso eu tive a ideia de ao invés de fazer um post por semana com as 7 coisas boas da semana, eu vou fazer um post da semana com um resumo de TUDO o que aconteceu hahaha Assim esses posts serão uma forma de indíce para quando tiver um post mais completo sobre determinados lugares que visitamos. Vou tentar trazer também algumas informações mais específicas, como lugares onde dormimos, gastos da semana, etc. Então vamos começar com a semana 1:

04/03, sábado:
Foi o dia em que começamos a viagem. Pegamos a estrada para Sunshine Coast pela Pacific Motorway, uma rota que não tem pedágio. Ela passa pelo meio de Brisbane, mas ao contrário do que pensamos, acabamos não pegando trânsito no meio da cidade. Saindo de Southport, em Gold Coast, foram 2 horas e 20 minutos até chegar na nossa primeira parada, o Jowarra Park (2859 Steve Irwin Way, Glenview):

Esse é um dos dois único lugares onde é permitido acampar gratuitamente na região de Sunshine Coast. Achei o parque super gracinha, com um espacinho pra cada um estacionar a sua campervan e tem também umas mesas de picnic pra fazer um lanchinho esperto 🙂 Tem banheiro público, mas no dia que fomos lá não tinha água nem para lavar as mãos. Paramos lá só pra fazer o almoço e depois dirigimos por 15 minutos até chegar em Caloundra, o bairro mais ao sul de Sunshine Coast. Lá paramos em algumas praias bem lindinhas, uma delas foi a Bulcock Beach:

De lá decidimos “dar um pulinho” em Noosa, sem saber que essa praia estava a 55km de onde estávamos! Foi chão…Estávamos tão longe que acabamos dormindo em Noosa mesmo. Tomamos banho (frio) no chuveiro público ao lado do Surf Club, que é fechado e tem tomada para o secador de cabelo 😀

05/03, domingo: 
Tiramos esse dia para ir conhecer o Noosa National Park, um lugar L.I.N.D.O. A caminhada foi linda demais, com vista pra várias praias no caminho:

Nesse dia dormimos no estacionamento do Lions Park, o parque que eu ia dar aula no dia seguinte. Nesse parque também tem banheiro com chuveiros (fechados e ao livre, ambos frios).

06/03: Segunda-feira:
Esse foi o dia da aula de yoga em Noosa. Antes da minha aula fomos na praia na aula de yoga da Claudia, uma professora super querida que me ajudou com a divulgação da minha aula 🙂 A minha aula teve poucas pessoas, mas foi super linda! Essa foi a primeira aula em que eu ganhei doação das alunas, que já pagou a nossa lavanderia de duas semanas!

Na parte da tarde fomos na biblioteca trabalhar. Nesse dia não achamos muitas opções de lugares pra dormir, então dormimos na frente do estacionamento do supermercado Coles. O banho foi em um chuveiro de praia mesmo hehe 🙂

07/03, terça-feira:
De manhã fomos visitar a Ginger Factory, uma fábrica de gengibre. Imagina um lugar com cheiro de gengibre, onde todos os produtos são feitos de gengibre! Lá eles tem uma sorveteria onde provamos esse sunday de sorvete de gengibre, com calda de gengibre e um biscoito de gengibre no topo, acompanhado de uma gingerbeer:

De lá fomos para a cidade de Buderim (a mesma que dá o nome à marca de produtos de gengibre, afinal a primeira fábrica deles foi lá) para ir em uma cachoeira. O lugar é lindo demais e super tranquilo:

Nesse dia dormimos em um lugar INCRÍVEL chamado Point Cartwright. Lá em cima tem um farol e vista para os dois lados do mar, o que permite ver tanto o pôr do sol quanto o nascer do sol. Lugar mágico <3

08/03, quarta-feira: 
Esse foi o dia mais incrível da semana, foi quando descobrimos o One Tree Hill. Esse dia foi tão inacreditável que é melhor você ouvir a história toda no nosso vídeo:

Nesse dia tomamos banho na praia de Kings Beach. Lá tem um banheiro fechado gigante com chuveiro e tomada (uhul!). Dormimos no lugar que paramos no primeiro dia, o Jowarra Park.

09/03, quinta-feira:
Esse dia foi o cão de tão cansativo! Levantamos bem cedo para voltar para Gold Coast para ficar na biblioteca e trabalhar o dia todo. Comecei a trabalhar no roteiro de Gold Coast à Cairns enquanto o David editava nossos vídeos. No fim da tarde minha mente estava exausta e eu não aguentava mais olhar mapas. Saindo de lá fomos tomar banho e preparar nossas coisas para ir para Moreton Island no dia seguinte. Fomos no Pacific Fair procurar por um snorkel e rodamos aquele shopping por DUAS HORAS tentando achar um (eu odeio esse shopping, as lojas ficam tão distantes umas das outras e é muito cansativo andar por lá). No fim não achamos o tal do snorkel porque como o verão “acabou” (as tardes de 30 graus na sombra ainda estão rolando) eles não estão vendendo mais (oi? Isso é Gold Coast, terra dos 300 dias de sol por ano e turismo de praias, como assim vocês não vendem snorkel fora do “verão”? Até Matinhos deve ter banquinhas vendendo snorkel o ano todo). Depois de sair ainda mais exaustos do shopping, fomos arrumar malas, nos preparar para a viagem do dia seguinte e essa lenga lenga toda nos fez ir dormir por volta de meia noite. Dia cheio! Pelo menos tivemos o primeiro banho quente da semana, no Surf Club 🙂

10/03, sexta-feira:
Acordamos às 4:30 da manhã para ir para Moreton Island! Gravamos muitos vídeos lindos lá e também vou fazer um post só sobre esse final de semana incrível <3

Continue lendo: semana 02 – De Gold Coast a Byron Bay

Gastos da semana:

Mercado: AUD$126.84
Combustível: AUD$96.11
Lavanderia: AUD$10.00
Comer fora e takeaway: AUD$47.45
Moreton Island: AUD$344.00
TOTAL: AUD$624.4
Gasto acima do que gastávamos quando estávamos morando em Gold Coast: AUD$224.40

Por onde passamos no mapa:

 

 

Continue Reading

As 7 coisas boas da minha semana #02

1. A foto de capa é de um café da manhã lindo demais que fizemos no parque na frente da praia <3 Isso foi um dia depois de descobrirmos que iríamos mudar o nosso visto para menos tempo e nesse café da manhã nós sentamos para clarear nossas ideias e pensar sobre quais eram as nossas opções.

2. Trabalhar na organização da nossa viagem. Eu AMO mexer com mapas, rabiscar eles, colar post-its e essas coisinhas <3

3. As frutas diferentonas que experimentamos:

4. As comidinhas deliciosas que preparamos na van:

5. O dia em que nossa viagem oficialmente começou! Nessa foto estamos saindo do Spit, onde estávamos morando, e indo pegar a estrada para Sunshine Coast:

6. O lugarzinho lindo que achamos onde é permitido acampar gratuitamente, pertinho de Caloundra em Sunshine Coast:

7. A Caminhada que fizemos pelo Coastal Track no Noosa National Park. Absolutamente L.I.N.D.O.

Continue Reading

Sobre Mudanças

Esta é a primeira vez que escrevo para um blog e esta é a primeira mudança que eu vou citar por aqui.
Parei para pensar sobre isso nos últimos dias. Eu sempre quis escrever, colocar as ideias em algum lugar onde pudesse ler novamente depois de um tempo e ver quanta coisa mudou no meu jeito de pensar desde aquele período. Acredito que a mudança seja a maior certeza que temos em nossas vidas, pois até mesmo a morte é uma mudança, certo?Quando estudava Pa-kua entendi uma lei universal: tudo esta em mutação/movimento, seja para o “bem” ou para o “mal”. Nada dura para sempre (mas vamos deixar este assunto para algum outro post), o importante é entender que nada fica parado. Foi ai que comecei a olhar para minha vida na época e percebi que era hora de fazer alguma coisa para mudar.Só para constar, eu tinha uma empresa bem sucedida e fazia meus horários, uma linda namorada que hoje é minha esposa ❤️ e uma vida social bastante agitada. Então, como a maioria dos seres normais, do ponto entre saber que é necessário mudar e realmente fazer algo a respeito foram ai alguns anos levando tudo com a barriga. Já passou por isso? A vida não esta ruim, mas também não esta do jeito que você gostaria e você só vai seguindo dia após dia?

Quando finalmente entendi que teria que sair de minha zona de conforto e fazer algo para mudar, me deu aquele click e ficou tudo muito óbvio: a mudança só dependia de mim e ai que tomei a decisão de buscar o que eu queria. Em menos de 6 meses eu casei, vendi TUDO que tinha e embarquei para Austrália. Não posso dizer que foi fácil, nem que foi difícil, mas posso contar como foi libertador ter o controle do meu próprio destino.

Essa foi a primeira grande mudança em minha vida e desde então tudo vem fluindo bem. Nos dois últimos anos foram muitas mudanças: mudei de casa varias vezes, mudei o estilo de vida e mudei a mim mesmo uma dezena de vezes. Mudei coisas que somente longe da minha zona de conforto percebi que não eram minhas de verdade. Fora isso, tudo aquilo que deixei pra trás também mudou. É uma constatação triste, mas depois de um tempo seus amigos mudaram também, sua cidade mudou, sua família mudou… por sorte pelo menos esta, por mais que tudo mude, sempre vai estar ao seu lado ❤️

A lição que tirei disso é que aceitar a mudança é muito mais fácil do que ir contra ela. Muitas vezes parece que mudamos para pior, mas talvez tenhamos que mudar o nosso ponto de vista e descobrir que na mudança é que encontramos as melhores oportunidades.

Então, minha conclusão é: não deixe de mudar porque parece difícil e também não coloque a culpa nos outros por coisas que não mudam. Você é o agente transformador da sua vida, então busque aquilo que te cativa e faça de tudo para que isto aconteça.

Abrace a mudança e seja a mudança que você quer para o mundo, como já dizia Gandi.

Continue Reading

Já temos uma data!

Um dos livros mais inspiradores para nós se chama Atrapa Tu Sueño, que conta a história de uma família que foi da Argentina ao Alaska em um carro de 1928 e hoje ainda esta viajando por todo o mundo com seus 4 filhos, no mesmo carro, a mais de 10 anos!

A história dessa família merece um post só pra eles, mas o que eu quero dizer é que tem uma coisa que eles falam no começo do livro que tem feito muito sentido pra mim nos últimos dias: a importância de ter uma data para começar, e seguir essa data não importa o que aconteça.

Nós já sabíamos que iríamos começar a nossa viagem quando voltássemos da Nova Zelândia, mas como tínhamos que arrumar algumas coisas ainda no carro não sabíamos quanto tempo exatamente isso iria levar. Isso estava me deixando um pouco aflita, não saber o que iria acontecer, não saber quando iríamos de fato começar a viagem, etc.

Bom, ontem nós fizemos a última coisa que precisávamos no carro, que era trocar as baterias da parte de trás, e agora nada mais nos segura aqui em Gold Coast!

Com base nisso já decidimos a nossa data de partida: essa sexta-feira dia 03 de março!

Nossa viagem vai ser dividida em algumas etapas e as primeiras delas são:
1. The Legendary Pacific Coast
Essa é a road trip de Brisbane à Sydney. Nós vamos pular a parte de Brisbane e deixar essa cidade para quando voltarmos para o norte. Nossa primeira parada vai ser em Byron Bay, onde vamos ter mais uma aula de yoga no domingo 😀

2. Roadtrip de Sydney à Melbourne
Continuando a nossa viagem pela costa, vamos continuar descendo até chegar em Melbourne

3. Círculo da Tasmânia!
Todas as etapas vão ser muito lindas, mas nós estamos mesmo é MUITO empolgados pra conhecer a Tasmânia! De Melbourne vamos pegar um ferry que vai levar nós e a nossa vanzinha para a Tasmânia e lá vamos fazer uma roadtrip de 13 dias.

Nossa passagem para a Tasmânia esta comprada para o dia 16/04, então vamos ter 44 dias para chegar lá, o que vai nos dar bastante tempo para fazer todo o caminho com calma e aproveitando cada lugar. Agora estou fazendo o planejamento de toda essa primeira etapa e pesquisando lugares para visitar até lá.

Se você já fez essa roadtrip ou conheceu algum desses lugares, deixa aqui nos comentários quais foram os lugares mais lindos que você viu! Isso vai ajudar muito no nosso planejamento 😀

Continue Reading

As 7 coisas boas da minha semana #01

Estou começando uma série nova aqui no blog chamada “7 coisas boas”. Todo domingo quero fazer um post contando 7 coisas boas que aconteceram durante a nossa semana, de maneira resumida mesmo, como se fosse um diário da gratidão 🙂
Então aqui vai:

1. Na segunda-feira fomos na aula de yoga do nosso professor aqui em Gold, o Weiwei. Depois de uma aulinha delícia (e um pouco puxada, afinal voltamos do Brasil totalmente fora de forma!) fomos fazer um pequeno picnic num lugar lindo perto da casa dele, com um bolo que ele nos deu!

2. No dia seguinte levamos o carro para arrumar algumas coisas na parte elétrica e enquanto o David ficava lá na oficina, eu fiquei em um parque fazendo minhas ilustrações <3

3. Esse pôr-do-sol IN-CRÍ-VEL que rolou um dia enquanto estávamos carregando o carro:

4. Um merecido banho de mar depois de um baita dia PERRENGUE!

5. As luzinhas novas que colocamos na van <3 <3 <3

6. A primeira aula de yoga do Namaste108 que rolou ontem:

7. E a foto da capa do post, que é esse fim de tarde no morrinho de Burleigh tomando sorvete <3

Continue Reading

A primeira aula de yoga do Namaste108

Hoje foi um dia especial. Depois de muito planejamento, nosso projeto esta finalmente começando a acontecer e um dos pontos importantes era dar a primeira aula de yoga. Passamos a semana inteira nos preparando: pedimos nosso banner e cartões, escolhemos um dia, local e horário e começamos a divulgar.

Mas parece que faltou um pequeno detalhe do nosso planejamento. Quando estava tudo pronto, fomos para o parque onde iríamos dar a aula. Chegamos lá 1 hora antes para ter bastante tempo para ajustar as câmeras, colocar o banner, etc. Mas chegando lá, eis que vejo  mais ou menos 100 pessoas praticando yoga! No mesmo lugar que eu ia dar a minha aula! Sim, nem passou pela minha cabeça dar uma olhadinha pra ver se já não tinha mais ninguém dando aula naquele espaço, no mesmo dia que eu hahaha.

O que eu conto agora dando risada, na hora me deu um pouco de desespero. A aula do outro professor iria acabar às 9am, exatamente quando a minha aula iria começar! Bom, começamos a arrumar as coisas no mesmo parque, mas um pouco mais para o lado. Abri meu tapetinho, penduramos o banner, arrumamos as cameras e esperamos. E esperamos. Deu 9am e nenhum aluno tinha aparecido ainda!

Eu já tava querendo cancelar a aula, ir embora, fingir que nada aconteceu, cancelar o projeto, deletar nosso site e voltar pro Brasil HAHAHA Mas ai comecei a receber mensagens de alguns alunos perguntando onde eu estava e vi que a galera estava totalmente perdida por causa da outra aula que ainda estava no finzinho. Teve até uma das meninas que me falou que chegou a sentar lá na outra aula achando que era a minha!

No fim começamos a aula com 15 minutinhos de atraso por conta dessa confusão toda, mas mesmo assim tive 14 alunos nessa primeira aula. Isso que eu ainda acho que algumas pessoas devem ter achado que a aula era a outra e acabou não aparecendo para a minha hahaha paciência, isso é pra eu aprender a organizar melhor esse detalhe da próxima vez.

Enfim, a aula foi muito linda e eu fiquei super feliz! Depois de longas merecidas férias e quase 3 meses sem dar aula eu achei que eu fosse ficar um pouco insegura, mas nada! No momento em que eu comecei foi como se eu nunca tivesse parado de dar aula e tudo fluiu lindamente.

Vieram alunos antigos, vieram alunos novos, vieram pessoas que estavam passando por alí e viram o banner… Foi bem bacana e algumas pessoas até pediram para fazermos mais uma aula aqui em Gold Coast, mas ainda não sabemos se vai rolar… Eu queria programar uma aula para Brisbane e Byron Bay na semana que vem, mas ainda estou tendo um pouco de dificuldades de divulgação em cidades que eu não conheço e ainda não sei como isso vai acontecer… Quando tivermos mais informações vamos postar aqui e na página do Facebook também!

 

Continue Reading

Chegamos na Austrália: e agora?

Depois de 7 semanas no Brasil e mais 1 na Nova Zelândia (posts sobre esse paraíso virão, prometo), voltamos para a ensolarada Gold Coast. E pōe ensolarada nisso, mano! Que calor do cão! Nós que já estávamos acostumados com o verão agradável de Curitiba, chegamos na Austrália com a sensação de estar entrando dentro de um forno à lenha.

Mas já deu para pegar uma praia pra refrescar e estamos felizes em estar de volta à nossa vanzinha <3

Mas e agora? O que vem? Nesses primeiros dias estamos colocando a vida em ordem. Chegar de viagem é sempre igual, não importa se você mora em uma casa ou em uma van. Desfizemos as malas, arrumamos a casa, levamos as roupas pra lavar e essa folia toda.

Agora temos que levar a van pra fazer uma revisão e provavelmente colocar mais painéis solares (o nosso não ta dando conta de manter a geladeira funcionando o tempo todo :/)

Eu espero que possamos resolver todas essas coisas em no máximo uma semana. Estou mega ansiosa pra começar a viagem e conhecer lugares novos! Enquanto isso estamos nos adaptando à nova rotina nômade digital: organizar nossas tarefas, encontrar o melhor horário para trabalhar, etc. Nós vamos fazer um plano de 3G, mas nossos cartões ainda não chegaram e Gold Coast é um péssimo lugar para se encontrar wifi gratuito, acreditem ou não! Espero que em cidades maiores seja mais fácil. Na Nova Zelândia era muito mais fácil, parecia que o wifi saia do bueiro! Tinha em todos os lugares, era maravilhoso <3

Além da rotina de trabalho estamos também nos colocando na linha de novo hahaha nossas férias no Brasil foram muito bem aproveitadas com todas as comidas maravilhosas que temos lá. Com uma dieta a base de coxinha e guaraná, agora nosso corpo esta pedindo por um detox e por voltar a fazer exercícios. Hoje comecei a correr e a minha ideia agora que vamos ter mais tempo para cozinhar é fazer o máximo de coisas caseiras possível para evitar industrializados.

Sábado que vem, dia 25, teremos a primeira aula gratuita de yoga do nosso projeto! Depois de quase 3 meses sem dar aula, estou muito animada em voltar 🙂 A aula será no mesmo parque que eu tava dando aulas antes de ir para o Brasil, em Burleigh Heads, às 9am.

Para quem ainda não viu o vídeo onde falamos quais são os nossos próximos planos aqui na Austrália, da uma olhadinha aqui:

Continue Reading

Vamos conversar sobre bandhas?

Se você já pratica yoga a mais tempo, você ja deve ter ouvido falar sobre bandhas (às vezes escrito também “bhandas”). Se você ainda não ouviu falar, no começo pode parecer meio estranho, mas calma! Continua comigo que eu vou te explicar direitinho o que é, como fazer e para que servem 🙂

O que são bandhas?

Bandha é uma palavra em sânscrito que pode ser traduzida para trava. Essas travas são feitas em forma de contrações em determinadas partes do corpo e servem para regular o fluxo de prana, ou energia vital, que percorre o nosso corpo.

Por que os bandhas são tão importantes?

Os bandhas tem um papel muito importante na nossa prática de yoga, tanto no corpo físico quanto no corpo sutil. Em um nível físico, fazer o bandha pode oferecer mais apoio à construção das posturas e também entre uma postura e outra. Eles também ajudam a regular o nosso sistema digestivo, hormonal, sexual e metabólico.

Em um nível mais sutil, os bandhas ajudam a direcionar o fluxo de energia no nosso corpo.  Uma maneira bem simples de entender isso é imaginar que existem duas linhas de energia passando por você: Prana, a energia fluindo para dentro, e Apana, a energia fluindo para fora.

Através da prática de asana (posturas), meditação e pranayama (respiração), você aprende a direcionar o fluxo dessa energia em várias direções e para diferentes propósitos. Os bandhas servem para você poder tirar o máximo de proveito dessa energia.

Um bom relacionamento com os seus bandhas vai ajudar a mantê-lo mais equilibrado e conectado com a sua prática.

E você achava que yoga era só uma aulinha de alongamento né?

Principais bandhas e como fazê-los:

Existem vários tipos de bandhas e aqui vou tentar explicar da forma mais simplificada possível como fazer cada um deles.

Jiva bandha
É a contração da língua contra o palato mole, perto da garganta. É como se a língua fizesse uma pressão contra a parte de trás do céu da boca. Na ilustração da pra entender melhor como funciona:

Jalandhara bandha
É a contração da garganta, trazendo o queixo para baixo em direção ao peito. Esse bandha geralmente é feito junto com algum pranayama (exercício respiratório). Ele é muito poderoso e ajuda a regular o sistema circulatório e respiratório. A pressão na garganta também ajuda a equilibrar o metabolismo e a tireoide.

Uddiyana bandha
É a contração do abdômen. É como se você quisesse puxar o seu abdômen para dentro e para cima. Esse bandha é conhecido como o “bandha voador”, ou o bandha da leveza. Isso porque esse bandha ajuda em posturas de equilíbrio sobre os braços, invertidas e também aqueles pulinhos que damos para frente e para trás durante a saudação ao sol. Por estar relacionado ao elemento ar, digamos que ele vai te ajudar a “flutuar” melhor durante a prática.

Uddiyana bandha massageia os órgãos internos, ajuda a energia fluir para cima, é ótimo para prisão de ventre e indigestão e também aumenta o metabolismo. Além disso, ele também é bom para aliviar o stress.

Deve ser praticado com o estômago vazio e durante as expirações. Também deve ser evitado se você esta no seu período menstrual, por gestantes ou pessoas que tem úlceras ou hérnia.

Mula bandha
Mula significa raíz e essa é a contração do assoalho pélvico. Esta relacionado ao Muladhara Chakra, o nosso ponto de energia de conexão com a terra. A maneira mais fácil de explicar como fazer esse bandha é: imagine que você esta em uma longa fila para ir ao banheiro e precisa se segurar. Essa contração dos esfíncteres do ânus e da uretra é mula bandha. Esse bandha estimula os nervos pélvicos, o sistema endócrino, o sistema genital e o sistema excretor. Também alivia depressão e prisão de ventre. Durante a prática, a ativação desse bandha vai te dar uma sensação de leveza, como se você estivesse flutuando de uma postura para outra.

Maha bandha
Essa é a combinação de todos os bandhas citados acima ao mesmo tempo. Deve ser praticado apenas quando você já tiver dominado todos os outros.

Eu sei que esse é um assunto um pouco mais complexo, mas os bandhas são um elemento muito importante na nossa prática de yoga e quando você conseguir entender direitinho como funciona cada um deles e aplicá-los durante a prática de asanas e pranayamas, vai começar a perceber os benefícios dos bandhas e isso vai levar a sua prática de yoga para um outro nível!

Eu postei um vídeo na nossa série de pranayamas onde eu ensino a fazer Kumbhaka Bandha Pranayama, e essa é uma boa opção para quem quiser começar a praticar os bandhas:

Ps. As ilustrações são de um site super fofo chamado Manava Yoga. Ele esta em francês, mas você consegue traduzir boa parte dele com o chrome e lá tem muita informação legal sobre esse assunto 🙂

Continue Reading

Porque eu quero ficar mais offline em Janeiro

Eu tinha 3 posts agendados pra escrever. Queria contar como foi a vinda da Austrália pro Brasil, quais foram as minhas primeiras impressões do Brasil, como esta sendo voltar temporariamente para casa, etc. Mas eu estava no ateliê da minha mãe, vendo os milhares de livros que ela tem e com uma vontade de ler todos. São livros de reiki, radiestesia, cromoterapia, cristais, chakras e muitos outros assuntos que me interessam muito! Pensei “um dia, quando eu voltar para o Brasil com mais tempo, quero ler todos eles”. Mais tempo? Oi? Como assim? O que eu estou fazendo AGORA que eu não tenha tempo para ler pelo menos um livro? Rolando o meu feed do Facebook e checando o analytics do meu canal do Youtube? Tem alguma coisa bem errada.

Ontem minha mãe me deu um pendulo. Fazia muito tempo que eu estava atrás de um pendulo. Hoje uma amiga me chamou no messenger e começamos a conversar sobre reiki. Eu acho que são sinais de que é hora de estudar um pouco. Quero aproveitar que estou perto da minha mãe para tirar todas as dúvidas possíveis sobre reiki e me preparar para o meu mestrado. Com meu aniversário se aproximando, tenho sentido mais vontade de me interiorizar, me entender mais e estar mais conectada comigo mesma. Sem contar o fato de que eu quero aproveitar a minha família, aproveitar o lugar que eu estou, conversar com meus cachorros e curtir a natureza na casa dos meus pais.

Por isso desabilitei as notificações de Instagram e Facebook do meu celular e não quero me comprometer a escrever e gravar vídeos com a frequência que planejamos para 2017, pelo menos pelos próximos 30 dias, que é o tempo que ainda temos no Brasil. Não quer dizer que eu vá ficar totalmente offline, afinal ainda tenho algumas coisas para fazer e ainda planejar a nossa viagem pela Austrália. O que eu não quero é ficar abrindo o aplicativo do Face toda vez que aquela bolinha vermelha aparece na tela. Enquanto isso vou continuar postando no Instagram, porque eu gosto de registrar meus momentos lá e afinal uma fotinho não leva nem 1 minuto pra ser postada né? hahah. Quem sabe eu volto daqui uns dias pra contar algo novo que eu tenha descoberto 🙂

 

Continue Reading

Os primeiros 20 dias na van

A 20 dias atrás nós fomos oficialmente morar na nossa van! Nós ainda estamos no período de adaptação, mas ja posso dizer como foram os primeiros dias 🙂

Dormir

Na primeira noite eu não dormi nem um pouco bem. Nem na segunda. Na verdade eu não tive nenhuma boa noite de sono durante os primeiros 10 dias. Acordava o tempo todo e no dia seguinte estava com dor no corpo inteiro. Nós geralmente acordamos bem cedo, por volta de 5:30, 6 horas da manhã, mas nos primeiros dias nós estávamos nos sentindo tão exaustos que com esforço conseguíamos levantar por volta de 8 (porque à essa hora ja estava muito quente para ficar la dentro). Mas com o passar dos dias isso foi melhorando e essa semana ja posso dizer que estou dormindo super bem! Inclusive à dois dias atrás já consegui voltar a acordar às 5:30. YAY!

Adaptação ao espaço pequeno

Na primeira semana eu também estava um pouco estressada. Tudo me irritava: lavar a louça na pia pequena, não achar o que eu queria no armário socado de coisas, ter que tirar tudo do guarda-roupa pra pegar a roupa que eu queria…pequenas coisinhas somadas à minha falta de paciência me estressaram um pouco nos primeiros dias, mas me fizeram aprender que tudo na van ter que ser feito com tempo e calma. Sim, os armários são pequenos e isso faz parte da experiência. Não da pra fazer as coisas com pressa, temos que curtir o momento. Fazer o café da manhã não é mais pegar a comida na correria, comer de pé apressados e sair correndo pra trabalhar. Agora todo o processo leva mais ou menos 1 hora e estamos curtindo cada etapa dele!

Lavando a louça

Lavar a louça é uma coisa que não me incomoda mais depois que eu aprendi o jeito mais fácil de fazer. Aqui na Austrália eles costumam encher a pia de água com sabão, lavar toda a louça nessa água e depois enxaguar. Eu sempre julguei esse método e nunca gostei muito dessa ideia, mas vivendo na van eu percebi que essa seria a melhor maneira. A nossa torneira é de bombear, então não tem como ter a água correndo para poder lavar e enxaguar. Então eu encho a pia com água e sabão, lavo, e depois encho um copo com água limpa e uso essa água do copo para ir enxaguando. Esta funcionando bem e eu não estou mais me irritando com essa tarefa diária 🙂

Menos é mais

Logo na primeira semana também descobrimos que tínhamos várias coisas desnecessárias. Organizando nossos utensílios de cozinha percebemos que tínhamos 2 raladores, 2 colheres de macarrão, 2 tábuas de cortar…Na van menos é mais e todo espaço é preciosíssimo! E vem ca…pra que alguém precisa ter 2 raladores? Hahaha Fizemos a nossa primeira limpa e separamos várias coisas para doar. Na segunda semana já fizemos a segunda limpa, dessa vez com algumas roupas e outras coisas que não precisávamos mais. A sensação de doar algo que não estamos usando e ter mais espaço livre em casa é libertadora!

Organização

Ainda estamos com algumas coisas que não achamos um espaço para guardar, como meu yoga mat, o violão do David e uma cestinha com tranqueirinhas que estão sempre pra la e pra ca… Essas coisas geralmente estão em cima da nossa cama durante o dia e quando vamos dormir ou paramos em algum lugar e levantamos mo pop-top, as coisas vão para as prateleiras de cima. Também precisamos achar um espaço melhor para guardar coisas que usamos com frequência como a mesa e as cadeiras. Elas estão tão bem encaixadinhas atrás do banco que sempre pensamos duas vezes antes de pega-las. A preguiça de guardar de novo depois às vezes fala mais alto. Nós temos duas regras bem claras na van: van organizada é van feliz e van limpa é van feliz (a louca passa pano no chão todos os dias e nós só entramos na van sem calçados). Por isso as coisas precisam ter um lugar certo e de fácil acesso, porque não tem essa de pegar e depois só jogar em qualquer lugar e começar a acumular bagunça.

Decoração

Nós ainda estamos mudando algumas coisinhas na decoração. Na semana passada nós colamos um adesivo de ladrilho hidráulico em toda a parte de dentro da bancada da cozinha e do armário das coisas de banheiro. A gente queria fazer algo assim desde quando morávamos no apartamento no Brasil e agora finalmente fizemos! Ficou lindo demais 🙂 Agora estamos esperando chegar do Aliexpress adesivos para colocar em todos os outros armários para tirar aquela cara de móveis velhos. Nós também tínhamos colocamos umas luzes coloridinhas de natal em toda a volta da van para ficar com uma iluminação mais aconchegante e ao mesmo tempo economizar a bateria do carro, mas acho que elas não são de uma marca muito boa porque mais da metade delas já estão queimadas 🙁 então vamos comprar outras, mas dessa vez amarelas. Eu amo pisca-pisca de natal e acho que vou até preferir usar elas do que as luzes do próprio carro 🙂

Bateria

E falando em bateria, depois de uns 4 dias na van tivemos uma surpresa não muito agradável: nosso painel solar não esta dando conta de carregar as nossas baterias. Quando enche em 100%, ela aguenta por no máximo 3 ou 4 dias. Quando percebemos que isso estava acontecendo, começamos a desligar a nossa geladeira durante a noite para salvar um pouco de bateria, mas essa não é exatamente a melhor solução né? Hahaha então começamos a procurar uma tomada pública para carregar o carro. Aqui em Gold Coast tem muitas churrasqueiras públicas nos parques e muitas delas tem tomadas que poderíamos usar para carregar. O problema é que muitas delas estão desativadas! Então começou a nossa busca por achar a combinação de: churrasqueira com tomada funcionando + perto o suficiente do carro para o nosso cabo alcançar. A primeira que encontramos foi em Broadbeach e fomos lá algumas vezes para carregar. Só que Broad fica um pouco longe de onde estamos morando, então continuamos a nossa busca até achar uma em Southport, à apenas 7 minutos do Spit! Perfeito! Então agora estamos indo lá sempre que podemos pra carregar um pouquinho o carro e enquanto isso aproveitar a vista linda da ponte de Southport. Mas provavelmente quando começarmos a nossa viagem ano que vem vamos precisar de mais um ou dois painéis solares.

E como fazer para tomar banho?

Essa é a pergunta que mais ouvimos! Enquanto estamos morando aqui em Gold Coast nós estamos usando o banheiro do Surf Club. Por sermos sócios, podemos usar toda a a estrutura deles e os chuveiros tem água quente. Então todo dia saimos do trabalho e vamos para lá. Nós ja deixamos preparada a nossa “sacolinha do banho” com tudo o que vamos precisar e tomamos banho normalmente. Tem até tomadas para usar o secador de cabelo 🙂 A única coisa que ainda esta me incomodando um pouco é usar a toalha de microfibra todos os dias. Por secar mais rápido ela é mais prática, mas ela não te abraça confortavelmente como a toalha normal. Por enquanto nós estamos pendurando nossas toalhas dentro da van pra secar, mas a toalha normal não secaria a tempo. Essa é uma coisa que ainda quero resolver, talvez pensar em uma maneira de montar um varal do lado de fora do carro.

Banheiro

Com relação à banheiro, em toda a Austrália tem muitos banheiros públicos e limpos. Lá onde estamos morando, no Spit, também tem um. Às vezes nós usamos o banheiro de lá, mas geralmente usamos mais o banheiro do shopping porque estamos trabalhando lá todos os dias. Existe também a tática de emergência do xixi na garrafa, que eu aprendi lendo o livro da família Zapp. Bom, acho que ela é auto explicativa né hahaha

Como lavar roupa

Para lavar roupa é muito simples, nós estamos usando a lavanderia self-service. Foi a primeira vez que usamos uma dessas e sinceramente, é mais glamuroso nos filmes hahaha a verdade é que a gente coloca a moedinha lá na máquina e fica esperando por pelo menos 1 hora até ficar tudo pronto. O bom é que ja tem máquina de secar também e a roupa ja sai prontinha 🙂 Nós gastamos mais ou menos 8 dólares para lavar e secar. O que ainda não me conformo é o fato de um lugar desses não ter wifi para oferecer para os clientes!

Internet

Falando em wifi….ah, como faz falta! Nós estamos vivendo apenas com o 3G do celular, mas nosso plano pré-pago é terrível e nós temos apenas 40MB por $1 por dia 🙁 O lado bom é que estamos um pouco mais desconectados, mas por outro lado não estou conseguindo postar meus vídeos no Youtube, nem postar tanto no Instagram, nem falar com a família no Skype e todas essas coisas. A vida de caçar wifi gratuito na Austrália é uma tristeza, quando falo que aqui não tem essa de wifi grátis em qualquer lugar a galera não acredita! Para o ano que vem vamos procurar algum tipo de plano mensal ou até ver se tem como por internet na própria van. Até lá, estamos vindo na biblioteca uma vez por semana hahaha

Acho que esse é um resumo de como estão sendo os primeiros dias. Tirando os pequenos perrengues nós estamos nos divertindo e curtindo a liberdade de poder escolher o nosso próprio quintal 🙂

assinatura3
Continue Reading